Saiba como proteger o piso durante sua reforma

Papelão, plástico bolha ou lonas ajudam a minimizar possíveis agressões ao piso

Reformas nem sempre precisam ser sinônimo de dores de cabeça. Uma das grandes preocupações de quem está pensando em repaginar a casa é com relação a proteger o piso, que pode ser danificado pelo uso de carrinhos, cimento, argamassa, respingos de tinta, entre outros. Se a proteção não for bem-feita, os danos podem ser irreparáveis.

Existem diferentes tipos de revestimento de pisos e cada um requer cuidados diferentes. Há os que são mais robustos e outros que são mais sensíveis. Para que o piso da sua casa não seja danificado por conta de produtos, materiais ou até mesmo pela própria circulação de pessoas que entram e saem neste período de reforma, algumas dicas são bem-vindas.

 

Grandes reformas

Para as reformas que abrangem grandes áreas, como, por exemplo, a casa ou o apartamento todo, o ideal é se certificar que cada cantinho foi preenchido. O papelão corrugado ou papel kraft junto do plástico bolha são opções viáveis, porém, certifique-se de colar uma peça na outra a fim de que não fiquem se deslocando com o fluxo de pessoas circulando pelo local. Essas opções são ótimas também para quedas de equipamentos, o plástico bolha amortece a queda, evitando, assim que o piso seja danificado.

A lona, também é uma alternativa, mas depende do tipo de reforma, se envolver tinta ou cimento, pode não ser uma boa opção, afinal, trata-se de uma superfície lisa e pouco porosa, caso aconteça respingos de tinta, pode ser que a lona não absorva completamente, comprometendo o piso.

 

Pequenas reformas

Para reformas onde não existe grande circulação de profissionais e a demanda de serviço é menor, como por exemplo, pintar somente algumas paredes ou então a realização de trabalho com gesso, o bom e velho jornal pode ser a melhor alternativa, mas, assim como o papelão, é fundamental colar as partes e certificar-se que todos os cantos estão protegidos. A única desvantagem é que o jornal pode rasgar com facilidade.

Forrar o espaço com plástico também é um método funcional, mas opte pelos mais resistentes, senão, assim como o jornal, existe a possibilidade de rasgos com facilidade.

 

Produtos específicos para proteger o piso

Hoje, o mercado oferece opções específicas para proteger o piso durante as reformas. Analise as necessidades do seu projeto e insira esses gastos no orçamento.

Recorrer a determinadas soluções pode ser vantajoso, caso você não queira ter despesas adicionais que não estavam no planejamento da reforma.

 

Danificou! E agora?

Se ainda assim, com todos os cuidados, acontecer de sujar o piso com tinta, cimento, argamassa ou outro produto, procure por soluções especificas para o seu problema. Não arrisque limpar com qualquer produto, alguns podem ser abrasivos demais e danificar ainda mais o piso.

No caso de arranhões ou trincas a dificuldade é maior. Para pisos frios, é possível trocar apenas uma peça, caso ela se encontre ainda disponível para venda. Para pisos de madeira ou laminados, existem produtos que amenizam o problema.

Por isso que é fundamental tomar todos os cuidados prévios que evitam desgastes ou preocupações durante a reforma.

Se você está pensando em reformar e necessita de uma orientação quanto ao planejamento, leia o post: Sites especializados oferecem orientação para reforma e construção. 

Fonte: Mapa da Obra